Primeiras Impressões de “Minha Mãe é uma Peça 3”

Como já é de se esperar, motivos para dar risadas com a nova sequência do filme “Minha Mãe é uma Peça 3”, não é o que vai faltar. Seguindo a mesma cronologia dos seus antecessores, o novo filme roteirizado pelo próprio Paulo Gustavo (Dona Herminia), conta o mais novo passo de sua família, agora já crescida e mais madura, abordando principalmente o lado materno de como ficam as mães quando chega a hora dos filhos saírem de casa.

Apesar do tema parecer delicado e dramático, a abordagem trazida pela direção de Susana Garcia, garante leveza e bom humor para toda a família assistir.

Entretanto, se você está esperando um filme totalmente inovador e que te surpreenda em relação aos dois últimos lançamentos da história, talvez suas expectativas não sejam tão bem correspondidas. Obviamente, o filme consegue atingir seu objetivo, fazer o público rir, sem sombra de dúvidas. Porém, o conjunto de piadas e graças de Dona Herminia acabam se tornando “mais do mesmo”, não que isso seja um ponto negativo. Mas a forma como o primeiro filme cativou o público com suas piadas e acertos originais, talvez não sejam mais tão assertivas para quem já se acostumou ou enjoou da produção.

Esse é um ponto para ser analisado se esse será o último filme da franquia ou se terá alguma continuação. Vale ressaltar que saturar e espremer o máximo da história nem sempre é vantajoso.

Um ponto a ser exaltado é a quantidade de cenários diversos, uma iluminação impecável e um jogo de câmera incrível. É perceptível em cada cena o investimento que foi feito pela produção. No geral, não é novidade que os filmes brasileiros estão cada vez mais bem produzidos. O cinema nacional está ganhando cada vez mais destaque, parando de ser comparado com longas internacionais e sendo visto como de fato filmes a nível “br”. E essa nova comédia nacional faz jus a essa evolução do cinema brasileiro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado